20 anos, 20 histórias: webdocumentários e webséries

20 anos, 20 histórias: webdocumentários e webséries
Cross Content 20 anosUma das ênfases da Cross Content está na pesquisa e na implementação de novos formatos de narrativas interativas — interfaces inovadoras que integrem textos, vídeos, dados dinâmicos e outros recursos.

Fazem parte desse esforço a premiada iniciativa de webdocumentários, além de webséries e os projetos de livros digitais interativos.

Entre 2011 e 2012, criamos um projeto autoral que até hoje nos enche de orgulho: Rio de Janeiro – Autorretrato. A iniciativa multiplataforma aborda o trabalho dos fotógrafos da Escola de Fotógrafos Populares da Favela da Maré, no Rio. Totalmente filmado em comunidades populares do Rio, explora a integração e inter-relação dos diversos meios.

A versão média-metragem, para televisão, foi uma das vencedoras do 2º Concurso de Documentários da TV Câmara (2012) e pode ser vista no portal Curta Doc. A versão curta metragem foi exibida na mostra Curta MIS (do Museu da Imagem e do Som). E a versão webdocumentário foi vencedora do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos em 2011.

Foi nosso segundo webdocumentário, depois também do lançamento, com sucesso, de Filhos do Tremor – Crianças e seus direitos em um Haiti Devastado, de 2010. O webdocumentário teve resenhas positivas da imprensa na França, Itália, Espanha e Brasil e ganhou menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog 2010.

E as webséries, outro modelo que trabalhamos há mais de uma década, também continuam a dar fruto até hoje. Neste ano de 2021, por exemplo, tivemos o prazer de trabalhar em um grande e importante trabalho, que é a série Desigualdade de raça e gênero no mundo do trabalho, produzida por nós para ONU Mulheres, Ministério Público do Trabalho e UNOPS.